Arquitetura biofílica melhora a saúde e o bem-estar das pessoas

  • Antares
  • Decoração
  • Sustentabilidade

Não é novidade que as pessoas estão mais interessadas em ter contato com a natureza. O
estilo de vida agitado e a rotina de trabalho na cidade fazem com que o tempo para curtir
um banho de cachoeira ou um piquenique no parque seja cada vez mais escasso.

A boa notícia é que você não precisa programar uma viagem ao interior para usufruir dos benefícios da natureza. A arquitetura biofílica é uma forma inovadora de implementar elementos da natureza nos ambientes urbanos e proporcionar uma nova experiência para quem passa mais tempo na cidade – geralmente se dividindo entre casa e escritório.

Pesquisas da área indicam que essa conexão com a natureza tem efeitos positivos sobre níveis de estresse em indivíduos de diversas faixas etárias. Ou seja, quanto mais contato com a natureza, melhor.

Quer saber mais? Então confira o conteúdo que preparamos para você!

A arquitetura biofílica combina técnicas de design para deixar os espaços mais bonitos e funcionais por meio da inclusão de elementos naturais. Além da estética, o conjunto promove benefícios para a saúde e o bem-estar das pessoas.

Plantas
As plantas são uma peça chave nesse conceito. Ter flores, folhagens e até mesmo uma pequena horta dentro de casa tornam o ambiente mais aconchegante e bonito. Mais do que isso, a vegetação é importante para o conforto térmico dos espaços e para purificar o ar. Quando essa conexão é expandida para espaços maiores, como áreas verdes em condomínios ou no bairro, os ganhos são ainda mais significativos. Vale lembrar que
plantas artificiais não têm o mesmo efeito.

Luz natural
Ter uma boa iluminação natural nos ambientes traz benefícios para o bolso e para a saúde. Além da economia na conta de luz, a luz natural auxilia na regulação do ciclo biológico, melhorando as funções do corpo e estimulando a produção de Vitamina D. Afinal, entre dias cinzas e ensolarados, qual você prefere?

Água
A água também é vital e pode ser utilizada como elemento do design biofílico. Nesse contexto, no entanto, é importante ficar atento às possibilidades de reaproveitamento para evitar o desperdício. Lagos, fontes, paredes e espelhos d’água, entre outras opções, podem gerar uma sensação de bem-estar para as pessoas tanto com o aspecto visual quanto com o som característico.

Cores
As cores têm um reflexo profundo nas emoções e também são consideradas no momento de projetar ambientes internos ou externos. Cores neutras e claras, por exemplo, transmitem conforto e equilíbrio, e o resultado disso pode ser ainda mais positivo quando há uma associação a outros elementos da natureza.

 

Se você não pretende aplicar a arquitetura biofílica dentro de casa, observe as alternativas no entorno dela. Qualidade de vida é uma prioridade e a procura por imóveis em condomínios arborizados e planejados para o melhor aproveitamento dos recursos naturais aumentou nos últimos anos. Assim como a busca por terrenos próximos a parques e áreas de lazer públicos.

Agora que você já conhece os principais pontos da arquitetura biofílica, que tal conhecer imóveis que contemplem esse conceito? Temos diversas opções para quem está à procura de um novo espaço para morar ou investir! Venha conversar conosco e conferir as novidades!

  • Compartilhe

    Leia também

    Nenhuma publicação relacionada

    Informe seu CPF

    Mensagem enviada com sucesso
    Nenhum boleto encontrado
    Quer saber mais sobre um imóvel? Fale com um corretor

    Receba nossas ofertas e lançamentos no seu e-mail

    Valores sujeitos a alteração, sem aviso prévio. A visualização de mobília nas imagens não significa que o mesmo será comercializado mobiliado